Blog Midas

Como Afinar a Cintura com Toalha? Passo-a-passo Completo

Uma cintura marcada é o desejo de muitas mulheres. 


Para isso, já existem algumas técnicas que estimulam a região abdominal e prometem afinar a cintura. 


Algumas dessas técnicas são apenas fantasiosas e até mesmo perigosas para a saúde. 


É preciso estar atenta ao que é propagado e investir em métodos seguros que tem eficácia. 


Neste post, iremos mostrar uma maneira de afinar a cintura com toalha. 

Como Afinar a Cintura com Toalha

Como funciona a técnica japonesa para afinar a cintura?

O método japonês Fukutsudzi é baseado em um exercício de alongamento que ajuda a posicionar a pélvis e as vértebras no lugar correto. 


Dessa forma, a gordura abdominal vai se modificar ao longo do tempo e a medida da cintura irá diminuir. 


É importante ressaltar que o exercício não faz perder gordura abdominal, ele ajuda a acomodar a pélvis e as vértebras de forma que exista uma melhor distribuição de gordura. 


Apenas o déficit calórico é capaz de queimar gordura e emagrecer de fato. 

Como fazer

Comece colocando um tapete fino no chão, de preferência aquele de praticar yoga. 


O importante é que a superfície não tenha relevo, precisa ficar plana e dura. Em seguida, enrole uma toalha grande de banho e coloque no meio das costas, mais ou menos na direção do umbigo. 


Estique as pernas e coloque os braços em cima da cabeça, encostando os dedos das duas mãos e o mesmo nos pés. 


Fique nessa posição por cerca de 5 minutos, respirando tranquilamente. 


Faça mais duas séries do exercício até completar 15 minutos. Repita o processo todos os dias para obter resultado. 

Outros benefícios

Esse método possui outras vantagens, como por exemplo, diminuir as dores nas costas e fortalecer os músculos abdominais. 


Além do mais, traz uma sensação de bem estar a curto prazo. 

Eficácia do método

Não existe nenhuma comprovação que somente esse método ajuda a perder medidas. 


Os hábitos de quem pratica esse exercício deve ser levado em consideração. 


Por isso, é sempre importante consultar um nutricionista, médico ou educador físico para consultar se o exercício tem eficácia para seu caso em particular.